Orgulho coletivo

Vítor Pereira

Vitor Pereira
Presidente da Câmara Municipal
da Covilhã

A candidatura da Covilhã a Cidade Criativa da UNESCO procura, por um lado, integrar as componentes académicas e formativas com a vertente expositiva, produtiva e empresarial do Design e, por outro lado, sensibilizar todos os públicos para a realidade e o desempenho do Design na melhoria da qualidade de vida, ao refletir-se na otimização energética e das condições do habitat, no uso responsável dos recursos disponíveis, no desenvolvimento da mobilidade e nas dinâmicas de relação entre a cidade e o campo, com grande importância ambiental e social.

Através do Design e das artes, a Covilhã pode enquadrar toda uma estratégia de reabilitação urbana, aumentar a atratividade cultural, económica e turística, tanto da cidade como do território circundante, e o seu PIB, designadamente no setor das indústrias criativas, com efeito transformador nos modelos de produção e de consumo.

Afirmar a Covilhã como uma cidade de cultura, conhecimento, investigação e inovação é a meta que deverá sustentar e orientar políticas e estratégias públicas, com o envolvimento de todas as entidades (empresas/instituições) e especialistas, as comunidades escolares e universitária, bem como a Comunidade em geral.