Opportūnum Dēsignium

José Maria Silva Rosa

José Maria Silva Rosa
Presidente da Faculdade de Artes e Letras
Universidade da Beira Interior

O famoso orador e filósofo romano Marco Túlio Cícero cunhou o provérbio segundo o qual «nenhum vento é oportuno para quem não sabe aonde quer ir». Inversamente, para quem sabe aonde quer ir todos os ventos, mesmo os desfavoráveis, são oportunos (opportūnus) por, no final, nos conduzirem a bom porto — experientes sejam os pilotos ao leme.

Saber para onde se quer ir significa ter um desígnio, termo que nos chega do latim medieval como designum > designium, no qual se manifesta a inesgotável riqueza do signum do latim clássico e a imensa galáxia de sentidos que deliberadamente entrelaçam desígnio, enquanto ideia reguladora e propósito, com o desenho e o esboço de algo concreto que começa a ganhar forma / figura tangível sob a mão do designer (v.g., dēsignō, dēsignātiō, dēsignāre, dēsigniā, etc.), riquíssimo filão que alimentou e debuxou, depois, muitas das subtilezas criativas da semântica novilatina: disegnare, disegno, desen, dessin, dessein, diseño, diseinu, design, desenho… Existe, de facto, como observava P. Valéry, uma diferença imensa entre ver uma coisa sem o lápis na mão, e vê-la desenhando-a. O espírito vê antes. Mas é a mão que, a seguir, acaricia e desposa a forma. No âmbito do Design, o desígnio também se declina como desejo (dēsīderium).

A Covilhã tem um designium, isto é, sabe de onde vem e sabe para onde quer ir. Temos bons pilotos ao leme. Prova disso, entre outros sinais eloquentes, é a presente candidatura a Cidade Criativa da UNESCO na área do Design (Sustentável). Tecer o futuro é começar desde já a desenhá-lo, aproveitando as oportunidades. A Faculdade de Artes e Letras da UBI, a que presido, associa-se de bom grado e tem a subida honra de participar ativamente neste superior desígnio da Cidade de que faz parte, até porque a FAL > UBI muito tem feito para dar unidade, coerência e competitividade à paleta de Designs que, no Departamento de Artes, oferece em todos os seus ciclos de estudo (Licenciatura, Mestrado e Doutoramento): Design Industrial, Design da Moda, Design Multimédia, Design de Jogos Digitais, Branding e Design de Moda. Ao que se junta um Doutoramento em Media Artes. Sei que um bom porto nos espera.

Brindemos!