Debuxo

Desde a Idade Média, a morfologia da cidade da Covilhã foi sendo historicamente construída através da relação íntima entre espaços de produção fabril e espaços urbanos. As evidências industriais observáveis hoje pela cidade criam um Museu Expandido que apela a todos os que nela vivem e a visitam, não só pela singular morfologia urbana de cidade-fábrica mas também por valores e saberes evolutivos.

Evocar esta Paisagem Cultural Evolutiva, que é animada por um vigorante campus académico e acolhe indústria e criação contemporâneas, será o mote para processos criativos e para gerar novas percepções da cidade e da fábrica. Propõe-se partir de um Inventário Colaborativo do património laneiro que, envolvendo as comunidades, convoca a imaginação e a projeção do futuro. 

Beleza e conforto continuarão a ser principais desideratos da fabricação, sendo os Tecidos Históricos que aqui se produziam grandes referências da materialização de saberes especializados.

Uns e outros modos de produção, artesanais e industriais, serão disponibilizados no Nc.Lab para apoiar a experimentação e a prototipagem, para uma transformação digital.

Xerga é o tecido à saída do tear, é a obra do tecelão. O Nc.Lab reforça os recursos locais com modos de produção capazes de renovar ofícios e produções de pequena escala.

O importante é tecer com intenção, desde logo de inovar e ser sustentável.

Apresentação do Plano de Acção 2022 | 2025

Rita Salvado, PS02 Design Têxtil e Moda

Diretora do Museu de Lanifícios. Professora Auxiliar da UBI. Doutorada em Engenharia Têxtil