Refletir sobre uma matriz (in)sustentável

A cultura material é um dos principais fatores diferenciadores do Homem enquanto espécie e apresenta uma grande diversidade de país para país, de região para região. Ela evoluiu de forma significativa ao longo dos tempos e contribuiu para suprir as necessidades das comunidades e afirmar a identidade de cada cultura. No entanto, o nosso tremendo sucesso enquanto espécie – com um crescimento demográfico exponencial e uma enorme voracidade por recursos – acoplou a essa cultura material efeitos secundários ambientais de tal ordem nefastos que, para além do impacte no ambiente, têm já consequências no próprio ser Humano.

Sendo o design a disciplina que, por excelência, permite materializar o presente e projetar o futuro, ela ganha uma crescente centralidade no contexto contemporâneo em que a cultura material, bem como todo o modus operadi da sociedade, tem que se submeter a um processo de transição que promova uma mudança efetiva de paradigma para a sustentabilidade, enquadrada pela Agenda 2030 e os seus objetivos.

A matriz conceptual de um plano de ação de uma candidatura à rede UNESCO Cidade Criativa do Design deve partir, por um lado, do estimulo ao aprofundamento da reflexão sobre o papel do design nesse processo e, por outro, do fomento à experimentação de soluções com todos os agentes do território, nomeadamente os que têm uma intervenção direta na construção da identidade da cultura material, como os designers, artesãos e os industriais. É, no entanto, essencial saber ler a identidade da Covilhã e território envolvente, o peso que o design teve e têm na cidade, pois este ADN único será central na construção de uma nova visão e no desenvolvimento de propostas diferenciadoras.

Capacidade de análise do contexto, liberdade para discussão desassombrada com parceiros locais, nacionais e internacionais e recursos de operacionalização são alguns dos elementos essenciais para sucesso deste desafio, que requer o envolvimento e trabalho de todos.

Apresentação do Plano de Acção 2022 | 2025

José Vicente, PS01 Design, Indústria e Artesanato

Doutorado na área do Design Sustentável e Licenciado em Design pela Faculdade de Arquitetura Universidade Técnica de Lisboa.